terça-feira, 23 de março de 2010

Fábula: A águia e a coruja

A águia e a coruja


A coruja encontrou a águia e disse-lhe:
-O águia quando vires uns passarinhos muito lindos num ninho, com uns biquinhos muito bem-feitos, olha lá não mos comas, que são os meus filhos!
A águia prometeu que não os comia.
Foi voando e encontrou numa árvore um ninho de corujas, e comeu as corujinhas.
Quando a coruja chegou e viu que lhe tinham comido os filhos, foi ter com a águia, muito aflita.
-O águia, tu foste falsa, porque prometeste que não me comias os meus filhinhos, e mataste-mos todos.
Diz a águia:
-Eu encontrei umas corujas pequenas num ninho, todas depenadas, sem bico, e com os olhos tapados, e comi-as. Como tu me disseste que os teus filhos eram muito lindos e tinham os biquinhos bem feito entendi que não eram esses.
-Pois eram esses mesmos, disse a coruja.
-Pois então queixa-te de ti, que me enganaste com a tua cegueira.



Recolha feita pela Sorina

7 comentários:

  1. Adorei esta pesquisa, tu trabalhas-te bem

    ResponderEliminar
  2. O texto é igual au nosso livro de Língua Portuguesa
    Érica

    ResponderEliminar
  3. Ah! E esqueci-me de dizer que foi um bom trabalho
    Érica

    ResponderEliminar
  4. Sorina gostei da fábula que retiraste do teu livro é engraçada e ensina uma lição.

    JULIANA

    ResponderEliminar